03 junho 2018

Resenha: Um sedutor sem coração - Lisa Kleypas #Ravenels 1

Autora: Lisa Kleypas
Páginas: 319
Ano: 2018
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de época
Compre: Amazon
Nota: 5/5
Sinopse
Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.



Já disse que amo a Lisa Kleypas?
Até mesmo em seu livro não tão bom ela arrasa.
Prepare-se para mais um romance de Lisa Kleypas ambientado em Hampshire, Inglaterra, assim como as outras duas séries dela publicadas por aqui.
Em “Um sedutor sem coração” nós temos um mocinho que não é tão mocinho assim. Devon Ravenel acaba de herdar todas as propriedades e os bens do primo Conde, que morreu em um acidente de cavalo. Contudo, junto com as propriedades quase arruinadas e afundadas em dívidas, ele também herda uma família e a esposa do seu falecido primo.
Devon e seu irmãos West, igualmente libertino, partem para Hampshire a fim de avaliar a propriedade e tentar vendê-la pelo melhor preço que poderiam. O novo Conde não tinha interesse algum no titulo, muito menos na propriedade, ele queria apenas o dinheiro da venda de tudo. 
Pouco se importava que dezenas de famílias de arrendatários dependessem do condado, nem com as irmãs do falecido Conde, muito menos sua viúva. Jogá-los na rua não seria nenhum problema para ele, ao menos foi o que pensou. Pois quando conhece Katheleen a viúva, bela, jovem e desafiadora, ele se vê encantado com sua força e com o afinco dela em proteger todos a sua volta.
Katheleen não permitiria que aquele libertino colocasse todos os arrendatários na rua, nem que fizesse mal algum às jovens cunhadas. De fato, ela protege a todos e a tudo o que acredita como uma onça.
É claro que no momento em que se conhecem é ódio à primeira vista, ela odeia o que Devon representa e o descaso dele com a propriedade que estava na família há séculos. A gente sabe que eles vão brigar feito gato e rato, mas que em algum momento vão se entender e abaixar a crista.
“Depois de apenas alguns minutos na companhia de Devon Ravenel, Katheleen não teve mais dúvidas de que todos os rumores que ouvira sobre ele eram verdadeiros. O homem era um idiota egoísta. Um patife repulsivo e rude.
Mas era lindo... isso precisava admitir.”
Devon acaba se sentindo atraído pela viúva e não é só por sua beleza, mas também pelo porte de rainha e por sua força em proteger o que ele queria destruir. 
A medida em que vão se conhecendo, ele vai percebendo que ela não está contando a verdade sobre o seu relacionamento com o falecido, porque aparentemente o primo havia sofrido o acidente com o cavalo e quebrado o pescoço após sair furioso de casa, e certamente ela tinha algo a ver com aquilo.
O matrimonio de Kat fora um fiasco, seu marido não era o homem que pensava que fosse e mesmo estando casada com ele por poucos dias, pode perceber que aquela tinha sido a pior coisa que fizera na vida. Ela também se culpa pela morte dele, pois se não tivessem brigado no dia do acidente, nada daquilo teria acontecido.

A culpa a corrói de maneira intensa e ela acredita que a única forma que tem de se redimir é cuidando das irmãs dele e da propriedade. Por isso não deixaria Devon destruir tudo.
Não demora muito para que ela convença Davon a lutar pela propriedade e pelo seu amor. Aliás, acredito que tudo aconteceu muito rápido entre eles, mas isso não chega a ser algo negativo. Contudo, achei que o casal não me convenceu muito, não me cativou, aliás, me cativou no começo, mas depois perdeu a graça. O romance deles é bem mais ou menos. Esses dois são personagens bem interessantes separadamente, mas como casal acho que não rolou muito. 
Porém, não é um casal que odiei, apenas esperava mais. Existem algumas cenas maravilhosas dos dois juntos, como o momento no estábulo em que Kat entra em colapso pela culpa que carrega por causa da morte e Theo, ela sempre toda rígida e cheia da moral e dos bons costumes, surta e deixa transparecer os seus sentimentos, como ele está lá para confortá-la. 
Também a ligação que ela tem com o seu cavalo que acabou provocando o acidente do marido, a conexão que existe com o animal e a emoção que ambos sentem (ela e o cavalo) ao se reencontrarem após tantos meses depois do acidente, essa cena foi linda demais.
Então eu fiquei meio dividida entre amar loucamente esse livro e não gostar tanto. Só a Lisa Kleypas para provocar essas sensações conflitantes em mim durante a leitura, porque o livro é maravilhoso e ao mesmo tempo deixa a desejar (ao menos para mim) no quesito romance. Ainda assim dei 5 estrelas, não favoritei, porque fiquei com essa sensação de que faltou uma pitadinha de algo que não sei o que é.
A conclusão que chego é que não amei muito o casal, apesar de amar as cenas em que eles aparecem. Não sei se consegui me fazer entender kkkk.

Tem uma coisa que amo na escrita da Lisa é que os personagens secundários são muito bons, ás vezes mais legais do que os protagonistas. Isso acontece nesse livro, em que West (irmão mais novo do Devon) ganha praticamente todo o destaque. O West é tão interessante que ganha a nossa atenção na história, ainda mais que os protagonistas se me permitem dizer.
Ele é aquele tipo de libertino afundado no desespero da sua própria alma, uma mistura entre Leo Hathaway e St. Vincent dois personagens incríveis das séries anteriores. Com um senso de humor e um carisma que encanta, ao mesmo tempo em que tem aquele lado sóbrio e quase depressivo que nos leva a torcer para que tudo dê certo para ele e que encontre o amor e alguém que o complete.
Me apaixonei por esse cara e pela evolução dele na história.
Outras pessoinhas que merecem destaque são as gêmeas, figuras maravilhosas, em especial a Pandora que toca o terror. Elas foram criadas sem muitas regras, por isso são quase selvagens e a gente fica imaginando a confusão que vão criar em Londres, com aquele povo fresco e cheio das etiquetas.
Prepare-se também para conhecer o Hamlet, o porquinho, que é a coisa mais fofa <3.
Comecei lendo “Um sedutor sem coração” já sabendo que ele não era o melhor livro dela, aliás, já tinha lido algumas resenhas gingas dizendo que essa série “Os Ravenels” não é grandes coisas. É tipo ame ou odeie.
E de fato, esse livro não é tão bom quanto os outros, mas ainda assim eu gostei bastante. Meio contraditório, né? Kkk. 
Além disso, toda a ambientação e o pano de fundo da história é simplesmente incrível, tem muitos elementos das suas séries anteriores (publicadas por aqui) “Os Hathawais”e “As quatro estações do amor”.
E apesar do quesito romance entre os protagonistas não ser o melhor, o livro é incrível em todos os outros aspectos.
Já estou de olho no próximo, pois esse terminou com um super gancho para a história do Winterborne e da Ellen.
Se recomendo a leitura?
Com certeza, se jogaaa!!

“Ás vezes é preciso amar algo antes que ele se torne digno de amor.”

18 comentários:

  1. Ooi! Eu também li resenhas dizendo que essa série não é a melhor da Lisa, mas fiquei curiosa, porque adoro os livros dela!
    Eu prezo muito por um romance tranquilo e devagar entre os principais, por isso estou com um pé atrás com esse do livro, mas espero gostar!
    Ótima resenha de novo!
    Beeeijos

    asemfim.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de ele não ser o melhor, ainda assim é muito bom. Porque a Lisa Kleypas arrasa.
      Eu recomendo muito a leitura.

      Excluir
  2. Amei as suas fotos! Quanta dedicação!
    Não sou muito chegada em romance de época, mas achei sua postagem muito bem escrita.
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Eliziane, faço sempre com muito carinho.

      Excluir
  3. Oiiieee


    Amei a capa desse livro e as fotos ficaram maravilhosas. Não sou muito de romances históricos, mas pra quem curte o gênero essa série parece ser imperdível.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Nunca li nada da autora, mas claro já ouvi falar dela. Não sou muito fã de romances de época, mas gostei de conhecer os pontos positivos e negativos pela sua resenha.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Deb.
      Se algum dia decidir se aventurar nos romances de época comece com Lisa Kleypas, as chances de você amar são bem grandes.

      Excluir
  5. Eu estou louca para ler os livros dessa série e adorei a sua resenha sobre esse volume. Eu amo a escrita da autora e tenho certeza que vou me apaixonar pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lisa Kleypas é maravilhosa e apesar dessa série não ser a melhor dela, ainda assim é excelente.

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu amei tanto esse livro quando li! Da Lisa, eu só tinha lido a série As quatro estações do amor, que eu amo muito, e estava com a expectativa bem alta antes de ler, mas elas foram todas atendidas. Eu entendo você não ter gostado tanto do romance, mas acho que é porque a autora errou ao inserir tanto do casal do próximo livro e dividir a atenção. Ao contrário de você, o casal me convenceu do começo ao fim, mas admito que senti falta de mais momentos dos dois ao longo do livro.
    De qualquer forma, achei que a série iniciou muito bem e estou muito curiosa para ler o próximo.
    Adorei sua resenha e fico feliz que, apesar das ressalvas, você tenha gostado da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já gostei de ter os vislumbres do próximo casal, justamente por não focar tanto a atenção no Devon e na Kat que não me convenceram tanto. Vamos aguardar o segundo livro e ver se será melhor que esse.

      Excluir
  7. Oi, tudo bem?
    Amo Lisa, amo romances de época, mas este ainda não li, está na lista, mas estou lendo mais autoras que ainda não conheço e livros mais antigos. Mas este ano ainda ele entra para a lista de lidos! Amei sua resenha e não tem prazer maior de que encontrar leitores que compartilham da mesma paixão!
    http://colecionandoromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Eu li a série os Hathaways e amei. Quero ler essa série também, até porque. só pela resenha já gostei da personagem principal, apesar de já ter ficado com dó do cavalo, imaginando o que aconteceu com ele. A questão de o romance convencer acho que é ais uma interpretação pessoal, por isso esse livro deve ser 8 ou 80.
    Adorei a resenha e pretendo ler assim que tiver oportunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Olha que resenha linda a sua fiquei com vontade de ler esse livro..rs! Eu não sou fã de romances de época mas, recebi duas indicações esse ano que me deixaram apaixonada pelas obras, estou procurando outras para ler nas horas vagas, aceito indicações de preferência de livros únicos...rs!
    Apesar de ter achado linda e empolgante a sua resenha, não é um livro que eu esteja interessada em iniciar no momento, estou fugindo de séries longas, tenho várias para terminar.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  10. Li por cima sua resenha, pois o meu exemplar acabou de chegar e será minha próxima leitura. Gosto também do uso que a autora faz de seus personagens secundários.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Tudo bom?
    Nunca li nada da autora, mas seu sentimento lendo é bem conflitante. Uma pena o casal não ter fluido como deveria, parece que nessa hora a autora perdeu um pouco o rumo, mas mesmo assim acho que daria uma chance a historia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá dessa autora eu só li um livro só e gostei da leitura mais desde o lançamento desse livro que quero ler ele e sua resenha me deixou com mais vontade de ler

    ResponderExcluir