Image Map

12 de nov. de 2020

Divulgação: O CEO e a virgem - Vivy Keury

 

Hoje é dia de divulgar lançamento nacional Contemporâneo por aqui, já conheceram O CEO e a virgem" da @vivykeury?ㅤ

É um conto de 88 páginas com uma pitada hot, bem do jeito que a gente gosta 🌶️.

Eu amo um clichê assim, com mocinhas inocentes, mas não bobinhas e CEOs imponentes, acho que sempre rendem bons romances e leituras deliciosas.

Já estou super curiosa para conhecer o Nicolas e a Carla, pois só tenho lido elogios sobre esse casal.

Esse conto faz parte de uma antologia "Jogo do poder" organizando pela @assessoriacrazyforhotbooks.

O livro está por um preço super bacana na Amazon R$ 1,99 e também está no K. U para quem é assinante.

Bora conhecer essa história?

SINOPSE:

Assumir a presidência da indústria mais renomada do Belo Horizonte, MG, sempre foi um caminho pelo qual Carla trilhou, entretanto não almejou isso como uma decorrência tão dolorosa: a morte do seu pai, que foi não somente o seu melhor amigo, mas também o seu maior alicerce.

Com a nova responsabilidade nos ombros, oportunidades surgem e a garota inexperiente se vê diante de umas das melhores chances que o destino lhe deu para conquistar Nicolas de Lins, o "CEO de uma empresa parceira. Ela sempre o amou em segredo...E não medirá esforços para tê-lo, não apenas em sua cama, mas também para fazê-lo amá-la com a mesma proporção.

Uma proposta de casamento...

E como num jogo de cartas, as apostas serão lançadas...

“O amor nos torna maduros o suficiente para tomar certas decisões.”

Estou dando uma pausa no Novembro de época para contar para vocês as primeiras impressões do livro que estou lendo "O CEO e a virgem" da Vivy Keury.

ADQUIRA NA AMAZON

Como o nome sugere é sobre aquele velho clichê que a gente ama, com mocinha virgem descobrindo sobre si mesmas, geralmente nesses livros os mocinhos são bastante dominadores, mas nesse não. Nicolas é um fofo e super honrado.

Carla está passando por um momento de luto, após a morte do seu pai, que sempre foi o seu pilar. Também está sofrendo de amor não correspondido por Nicolas, um empresário amigo do seu pai (bom, na verdade, ela ainda não tinha se declarado para ele, então teoricamente não podemos dizer que não era correspondido).

Só sei que a moça estava lá em um luto danado, quando toma uma importante decisão, visitar a empresa do Nicolas para se declarar para ele. Ela começou como quem não quer nada, falando da empresa, da dívida que ele ainda tinha com o pai dela e do nada Pah! A bicha enlouquece, começa a desatar a falar que ama o cara, que nutria uma paixão secreta há tempos e já foi logo propondo casamento. O coitado do Nicolas fica sem entender nada, quando começa a argumentar que não era bem assim que as coisas funcionavam....ㅤ

Ela fica mais doida ainda sai abrindo o sobretudo, revelando que essa era a única peça que estava vestindo e foi logo falando:

" Olha bem o que você está perdendo, seu besta" ( bom, não foi bem desse jeito que ela falou, mas parecido 😂😂).

Fiquei impactada com a cena toda, imagine o Nicolas que viu Tudo aquilo.

"Ele achou um absurdo o que eu propus" diz Carla em uma conversa com a amiga (também pudera né querida, a abordagem foi um tanto brusca).

Gosto de livro assim, com mocinhas que já chegam causando impacto.

Vi que vcs gostam muito da brincadeira que fiz com o livro da Lisa Kleypas de fazer uma apresentação de primeiras impressões da história de um jeito mais divertido, achei que nessa história também cabia essa abordagem. Conta para nós de uma maneira divertida sobre o livro que você está lendo.





31 de out. de 2020

Novembro de Época


 

Ladies e Lordes, bem-vindos #Novembrodeépoca. Um mês especial dedicado às histórias românticas ambientadas em tempos passados.

Já estamos na quarta edição, nem acredito que o tempo passou tão rápido. Fico muito feliz em fazer parte da organização desse projeto junto com elas: Cailes @historias.literarias, a Rafa @fascinadaporhistorias, Grasi @epocaemcena

Nessa IV edição do N.É preparamos muitas coisas legais!

Esse ano teremos a primeira Maratona do #NovembrodeÉpoca e, também, os já tradicionais Posts Coletivos e Desafio Fotográfico.

Siga o Instagram @romancedeepocaevida para conferir nossas postagens.

As artes com todas as informações estão nessa postagem 👇👇

                            












12 de out. de 2020

Resenha: Como num piscar de olhos - Adriana Manduco ( Romance de época Nacional)

 Autora: Adriana Manduco

ginas: 120
Ano: 2020
Editora: Expressividade
Gênero: Romance de Época
Nota: 4,5 ★
Sinopse:
O romance, cuja narrativa ocorre durante um sonho, nos faz retroceder na história, entre os anos de 1883 e 1946, retratando a vida de Nana: bonita moça, romântica e sonhadora, filha de um grande fazendeiro e produtor de café, em Minas Gerais (Brasil).
Ainda jovem, casa-se com Luis, um abolicionista convicto, cuja bondade encanta a todos.
Após o falecimento de seu marido, Nana é desafiada a assumir os negócios da fazenda, tornando-se assim uma renomada negociante e pioneira na exportação de café no Brasil.
Com o auxílio de sua amiga, Olly, Nana passa a investir na bolsa de valores, aumentando seu patrimônio consideravelmente.
Viúva há vários anos, ela se rende ao seu grande amor, Senhor Ucor.
Juntos, viabilizam o sonho de Nana e Luis de transformarem a fazenda em uma cooperativa, tendo como mão de obra todos os seus escravos alforriados.
Mesmo com a idade avançada e em outro país, França, Nana continua atuando como idealizadora de ações humanitárias e sociais, em prol das crianças e adultos deixados à margem da sociedade.


Olá, Ladies e Lordes, a dica de leitura de hoje é de um romance nacional de época ambientado no Brasil.

Nesse romance nós somos transportados em um sonho para o Brasil de 1883, em uma fazenda de plantação de café. Conhecemos Nana, uma moça sonhadora e idealista que nos conta essa história, acompanhamos a trajetória dela desde muito jovem, quando foi prometida em casamento à Luis, sua vida de casada, as desilusões e também a felicidade que encontrou com seu marido.ㅤ

Os anos vão passando e uma sucessão de acontecimentos vai fazer com que Nana tenha que assumir um lugar mais ativo na administração da fazenda, ela obtém muito êxito nessa nova função e com a ajuda de uma amiga bastante empreendedora, vai prosperar o negócio da família.

Ao longo da história acompanhamos o fim do sistema escravocrata, após as lutas da sociedade abolicionista a qual Nana e Luis fizeram parte. Essa modificação impactou na economia cafeeira, mas a fazenda de Nana não teve tantos impactos, porque já adotavam a mão de obra colona antes mesmo do fim da escravatura. Nana também aprendeu a investir com sua amiga Olly na bolsa de valores, onde também obteve um êxito estrondoso.

Após 20 anos de casada ela se vê viúva, tendo de dar um novo rumo para sua vida e tocar os negócios adiante, surge também em seu íntimo uma forte necessidade de ajudar ao próximo e fazer a diferença para a sociedade, se envolve em projetos sociais, transforma sua fazenda em uma grande e próspera cooperativa com a ajuda de Olly e do Sr. Ucor, administrador da propriedade.

A vida lhe dá também uma segunda chance para o amor com o Sr. Ucor, assim como também lhe oferece novas possibilidades de ajudar ao próximo.

Esse é um romance de época não tão focado no romance, sim na vida da personagem e suas realizações ao longo da vida. A passagem de tempo nessa história é muito rápida, em 120 páginas acompanhamos toda a trajetória de Nana, desde moça até a sua velhice. 

A autora nos apresenta uma escrita bastante fluida, rápida, gostosa e com um final inusitado. Super recomendo para quem gosta de romances de época com fatos históricos.


21 de set. de 2020

Novelas Natalinas que serão publicadas pela editora Leabhar Books

Série - Noivas por correspondência de Dayton Falls 

Gentee, já estão sabendo da novidade que a editora Leabhar vai lançar em Dezembro? Uma série de novelas natalinas de romance de época,  que com certeza já entraram para a minha lista de lituras de Dezembro.

Como vocês sabem eu amo separar os livrinho natalinos para ler no final do ano e aproveitar bem esse clima delicioso dos romances ambientados nessa época. O problema é que não temos tantos livros nessa temática disponíveis aqui no BR, eu tenho que sempre recorrer aos livros estrangeiros ou os antigos de banca. Mas agora estarei bem munida.

1 - O Desejo de Natal do Viúvo

https://amzn.to/33UkEZA

Nem em seus sonhos mais loucos, Charlotte Montgomery imaginou que se tornaria uma noiva por correspondência.

Ao descobrir que seus pais arranjaram seu casamento com um homem rico e idoso que já teve duas esposas, Charlotte não tem outra opção a não ser fugir para salvar sua vida. Mas evidentemente não pode mencionar que está em fuga.

O xerife Angus Doyle precisa de uma mãe para sua filha, já que sua irmã não pode mais cuidar dela. O desespero o faz buscar uma noiva por correspondência. Mas Angus prefere não mencionar sua filha.

A atração inegável entre os dois, quando se conhecem, será suficiente para superar seus segredos?

2 -  A Noiva de Natal do Barbeiro

https://amzn.to/32SGjC5

 Uma criada em fuga e um barbeiro que precisa de ajuda e companhia. Eles podem fazer seu casamento inesperado funcionar?

Até que a violência de seu empregador a fez temer por sua vida, Allie MacIntosh nunca havia estado desesperada o suficiente para se tornar uma noiva por correspondência.

O barbeiro da pequena cidade, Charlie Jones, é solitário. Vive para seu trabalho com pouca coisa mais. Ele quer alguém para compartilhar sua vida, e uma noiva por correspondência é sua única esperança.

Quando Allie chega, Charlie fica instantaneamente apaixonado, mas será que ela alguma vez sentirá o mesmo por ele? E qual é o terrível segredo que ela está escondendo?

3 - A Noiva do Dono da Mercearia

https://amzn.to/3mEj8Df

Um impulso da decisão do momento salvou sua vida. Uma vida inteira de solidão forçou sua mão. Eles podem encontrar o amor em um casamento de conveniência?

Phoebe Jackson vive para dançar. Bonita e talentosa, ela não consegue perceber o perigo em que se encontra até quase ser tarde demais. Sua única opção - tornar-se uma noiva por correspondência.

O dono da Mercearia, Edward Horvard, é solitário e precisa de ajuda em sua loja. Em uma cidade desprovida de mulheres elegíveis, uma noiva por correspondência é sua única opção.

Estas duas pessoas de mundos totalmente diferentes podem fazer um casamento sem amor funcionar? Ou ambas estão condenadas a viver uma mentira?  

4 - A noiva relutante do ferreiro

https://amzn.to/33Lmw6E

Com sua vida em farrapos, uma jovem mulher foge para se tornar uma noiva por correspondência.

Após a trágica morte de seus pais, Amélia Bronson está totalmente sozinha no mundo. Ela perdeu tudo para seu tio ganancioso e se preocupa com seu futuro.

Por desespero, confia em uma amiga, que lhe conta sobre as noivas por correspondência. Não é um caminho que ela deseja percorrer, mas decide que é sua única esperança para o futuro.

O ferreiro, Samuel Thomas, nunca pensou em se casar, mas quanto mais velho fica, mais solitário ele se sente. Como Dayton Falls se enche de casais felizes derivados de casamentos por correspondência, não pode deixar de se perguntar se também deve seguir esse caminho.

Será que duas pessoas que se opõem tanto ao matrimônio podem fazer com que seu casamento funcione? E eles terão um casamento sem amor, ou o amor prevalecerá?  

5 - O Milagre de Natal do Padeiro

https://amzn.to/2ZURCry

Depois que o pai de Abigail Martin vende seu negócio de padaria e lhe promete em casamento ao malvado novo proprietário, ela foge temendo por sua vida. Sua única opção é se tornar uma noiva por correspondência.

Ethan Harper precisa de uma esposa. Dirigir sua nova padaria sozinho é cansativo. Além disso, todos lhe dizem que está ultrapassando a idade de ter uma esposa. Com a falta de mulheres jovens adequadas na cidade, ele é forçado a procurar uma noiva por correspondência. Não é sua escolha favorita.

Estes dois podem fazer seu casamento de conveniência funcionar? E o que vai acontecer quando Ethan descobrir o segredo de Abigail?



Promessa do autor: Esta é uma novela histórica de Natal emocionante, com um final feliz para sempre e sem penhascos. É uma história limpa e saudável, com nada mais do que abraços, beijos e mãos dadas.

Primeiras Impressões: Como num piscar de olhos - Brasil/ Adriana Manduco

Hoje eu gostaria de apresentar a vocês um romance de época nacional e ambientado no Brasil, "Como num piscar de olhos - Brasil" da autora Adriana Manduco. 

Vocês já sabem como eu amo e incentivo que os autores produzam mais R. É que contem a história do nosso país, que é bastante vasta e dá para ser explorada de diversas formas, com igual requinte dos romances em cenários ingleses.

Neste, nós acompanhamos um pouco da vida nas fazendas de café antes e depois da abolição. A história não é focada no romance entre os personagens, como estamos acostumadas a ver nos livros que lemos nesse gênero,  mas sim focado na vida da protagonista, Nana, que é uma mulher bastante forte e visionária.

“Minas Gerais (Brasil), ano de 1883.

Estou sentada em uma linda e grande varanda, típica dos casarões de fazenda da época da escravatura. O dia está lindo! Da varanda do casarão avisto o grande pasto verde da plantação de café. Os colonos, junto aos escravos não alforriados, trabalham no afã de encherem seus balaios de vime com os pequenos e maduros grãos de café ...”

A leitura está sendo muito gostosa e bastante fluída, em poucos minutos que o peguei para ler já cheguei em 35% da história, pois ela é narrada em 1º pessoa pela personagem principal, Nana, e o leitor acompanha sua vida, seus sonhos de moça, seus ideais abolicionistas, seu  casamento com o homem escolhido pelo pai dela, mas que também era com quem ela desejava se casar, seus primeiros anos de casada, os desafios, as decepções e também as conquistas ao lado de Luis.

Recomendo esse romance para quem gosta de personagens com toques "reais", que sofrem, que amam, cometem erros e acertos também. Também recomendo para quem gosta de história do Brasil.

Fiquei bastante curiosa em um ponto, porque no começo tem uma cena de uma personagem do presente deitando e tendo um sonho com essa do século 19, e me parece que são a mesma pessoa, então fiquei muito curiosa para chegar ao final e ver como que isso está acontecendo.


Adquira seu exemplar: Livro Físico/ E-Book.


CONFIRA A SINOPSE:

O romance, cuja narrativa ocorre durante um sonho, nos faz retroceder na história, entre os anos de 1883 e 1946, retratando a vida de Nana: bonita moça, romântica e sonhadora, filha de um grande fazendeiro e produtor de café, em Minas Gerais (Brasil).

Ainda jovem, casa-se com Luis, um abolicionista convicto, cuja bondade encanta a todos.

Após o falecimento de seu marido, Nana é desafiada a assumir os negócios da fazenda, tornando-se assim uma renomada negociante e pioneira na exportação de café no Brasil.

Com o auxílio de sua amiga, Olly, Nana passa a investir na bolsa de valores, aumentando seu patrimônio consideravelmente.

Viúva há vários anos, ela se rende ao seu grande amor, Senhor Ucor.

Juntos, viabilizam o sonho de Nana e Luis de transformarem a fazenda em uma cooperativa, tendo como mão de obra todos os seus escravos alforriados.

Mesmo com a idade avançada e em outro país, França, Nana continua atuando como idealizadora de ações humanitárias e sociais, em prol das crianças e adultos deixados à margem da sociedade.





16 de set. de 2020

#AsQuartasLemosNacionais Amores Trocados - Camila Kaercher



Vocês já sabem que quarta-feira por aqui é dia de ler romances nacionais, e a dica de hoje é de um lançamento de romance de época super fofo que eu estou lendo. 

Sabe aquele tipo de história gostosinha de ler, sobre primeiro amor em que a gente acompanha o amadurecimento dos personagens conforme o tempo vai passando, pois "Amores trocados" da Camila Kaercher está sendo uma leitura muito gostosa e apaixonante.

Nesse livro nos conhecemos a Laura, que teve que desde cedo se acostumar a viver sem os pais, sendo criada pela avó, pois sua mãe tinha falecido quando ela nasceu e desde então seu pai nunca mais fora o mesmo. Quando a história começa ela é ainda uma adolescente, descobrindo-se na vida, se questionando sobre tudo e descobrindo o amor pela primeira vez.

O romance é ambientado no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro nas década de 30 a 60, então ao longo da leitura vamos estar em contato com os costumes e o modo de viver da sociedade da época. Está sendo uma experiência maravilhosa para mim, pois nunca tinha lido um romance nacional que se passasse nesse período. A escrita fluída da Camila está me fazendo devorar capítulo por capítulo.

Recomento essa leitura para vocês, o livro digital está no Kindle Unlimited, mas se optar pelo exemplar físico ele está à venda no site da editora Sinna.

SINOPSE

Numa sociedade onde as moças são preparadas para serem esposas, as mulheres desta história possuem desejos e vontades muito maiores.

Após a morte da mãe, Laura passou a ser criada com a ajuda da avó Vitória Queiroz da Fonseca, uma viúva requintada e exigente do bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. Apesar de absorver grande parte da personalidade da avó, Laura ainda guarda em seu coração uma profunda fragilidade devido à falta da mãe em sua vida.

Laura sonha em suprir o vazio que sente por sua família incompleta e tenta preenchê-lo através do amor que nasce entre ela e Daniel, um jovem herdeiro de uma influente família da alta sociedade paulistana, criado para dar andamento aos negócios e às Indústrias Albuquerque. No entanto, a vida nem sempre segue os rumos que programamos e Laura terá que aprender a reconstruir sua história e encontrar nas situações mais improváveis aquilo que realmente precisa para ser feliz. Laura precisará perceber que nem todo o dinheiro que dispõe poderá dar a ela o amor de que tanto necessita.

Romances ambientados na Inglaterra X Escócia #PaixãoPorRomancesdeÉpoca

👋 minhas Ladies e Lords, começando uma série de posts (#PaixãoPorRomancesdeÉpoca) para conversar sobre meu assunto favorito: a minha paixão por romances de época. E também saber do que vocês mais gostam.

Nesse post vamos conversar sobre as diferenças de ambientações que eu notei ao longo do tempo que leio romances de época. Mais especificamente o meu ponto de vista comparando:ㅤ

📚Romances ambientados na Inglaterra X Escócia.

Eu costumo dizer que os romances cujo cenário é a Inglaterra (em especial Londres), são como contos de fadas para mulheres adultas, porque tem aquela coisa da nobreza, a vida de luxo, os bailes incríveis, os príncipes encantados (Duques, Marqueses, viscondes, Barões e etc.), as mocinhas plebeias ou Ladies (como as princesas), as vestimentas opulentas, as regras de etiqueta e convívio social.ㅤ

Até mesmo as histórias que fogem desse clichê da alta sociedade de Londres acabam de alguma forma tendo essa característica de serem iguais aos contos de fadas.

A Inglaterra regencial e vitoriana é um cenário propício para um romance arrebatador. Acho que é por isso que a gente ama esse tipo de livro.




Já os romances escoceses tanto os medievais quanto os que se passam nos séculos 17, 18 e 19 se diferem pelo fato de não terem tão marcada a questão das regras de etiqueta e civilidade. Mesmo tendo a nobreza protagonizando, as figuras de poder estão mais centradas no rei e nos chefes de clã (lairds), além disso, os escoceses tem um “Q” de não civilizados, que eu particularmente adoro.

Nesses romances o povo é muito briguento, qualquer coisinha já estão arrumando guerra, tem também as tradições e costumes muito fortes, a subdivisão de clãs e os personagens levam bastante a sério a honra e a lealdade, são capazes de dar a vida pelo seu clã.

As mocinhas não são tão delicadas e cheias de frescuras como as Ladies inglesas, elas são em sua maioria rebeldes, briguentas do tipo que não aguenta desaforos, são guerreiras e se precisar ir a luta elas vão.

Além disso, tem o misticismo que ronda as terras altas e a paisagem montanhosa e com fortalezas antigas são fascinantes.

Quais são seus livros e autoras favoritas dessas duas temáticas?